Sobre mim

Armando Frazão

Armando Frazão nasceu em Angola em 1971.
O 25 de Abril cedo ditou o regresso da sua família ao interior de Portugal onde viveu até aos 18 anos de idade e onde cimentou o seu gosto pela natureza.

Ingressou depois na universidade em Lisboa onde se licenciou em engenharia.
Trabalhou como developer durante mais de 25 anos e foi tentando, em paralelo, outras actividades profissionais relacionadas com o turismo e sector imobiliário.

A par das actividades profissionais desenvolveu actividades relacionadas com natureza, ambiente, fotografia e escrita.

Uma alteração drástica de vida veio criar a oportunidade de dedicar muito mais tempo às actividades criativas que já tinha iniciado antes:

Fez parte da organização do núcleo de Lisboa do FAPAS.
– Criou o website Bugs por Armando Frazão (temporariamente desactivado) onde perto de um milhar de fotografias e textos ilustram cerca de 450 espécies diferentes de insectos, aranhas e outros artrópodes.
– Organizou e leccionou cursos genéricos de fotografia e especialização em macrofotografia de insectos.
– Em 2011 publicou o seu primeiro romance, Sonhos da Atlântida.
– Estreou 2012 com uma exposição individual de fotografia “Pequenos Animais e Grandes Paisagens”.
– Publicou Pagwagaya, o seu segundo romance.
– Ainda em 2012 a parte “Pequenos Animais” da exposição anterior fica patente no núcleo da Quercus em Bragança.
– No final de 2012 expõe pela primeira vez “Portas de Ródão” em Setúbal, no La Bohème Bar.
– Em 2016 publica “Oussia – Confronto de Espíritos”
– Em 2020 publica o primeiro livro não-ficção “Orquídeas Silvestres da Arrábida”

Vários outros projectos de escrita e fotografia estão alinhavados para o futuro.